Death Note – Review

L e Kira

L e Kira

Gênero: Seinen que envolve Ficção 70%, Policial 100%.

Faixa etária: Feito para pessoas um pouco mais maduras de 18 a 25 anos de idade, mesmo sem apresentar muita violência e nem cenas fortes ou de nudez.

Autor: Tsugumi Ohba

Estúdio: MadHouse

Death Note tem como roteirista e escritor Tsugumi Ohba e ilustrado por Takeshi Obata , a serie esta primeiramente centrada em como um adolescente “quase normal”- visto que ele é o garoto mais inteligente do Japão – que com um poder sobrenatural dado por um caderno começa a mudar o mundo.

A trama conta a história de um menino extremamente inteligente, considerado como gênio, que um dia quando saia do colégio encontra um caderno onde na capa esta escrito “Death Note”, ou seja, Caderno da Morte, lendo as instruções escritas no caderno que achou ele descobre que pode matar as pessoas apenas escrevendo o nome delas no caderno, pois aquele caderno pertence a um Shinigami(Deus da Morte) – assim como no ocidente se acredita na Morte como sendo aquele cara de roupa e capuz preto que anda com um foice enorme, no Japão se acredita que os Shinigamis são quem vem “buscar” aqueles que morreram ou vão morrer para envia-los para o outro mundo. Ao ver o potencial do caderno Yagami Light decide que vai purgar o mundo dos criminosos, e começa a matar todos eles escrevendo seus nomes no caderno, com a enormidade de casos similares acontecendo por todo mundo, o maior detetive de todos os tempos, L é encarregado do caso para descobrir quem está por trás dessas mortes misteriosas, e assim começa a história deste Anime.

Foi considerado por muitos o melhor anime de 2007, apresenta uma temática diferente, pois estamos acostumados a acompanhar a história pelo lado “bom” dela e não através dos anti-heróis, apresenta sempre discussões bem elaboradas e a principal de todas é: “Se você quer conhecer a verdadeira natureza de uma pessoa dê a ela poder”. O único defeito feito que posso apontar em Death Note é que as pessoas não tem muita personalidade – mas isso eu também entendo um pouco, como ter personalidade quando você esta jogando xadrez contra você mesmo, você acaba tendo que errar propositadamente para que não fique um impasse e um dos dois “você” possa ganhar – as vezes um personagem inteligente faz coisas muito burra que não se encaixa com ele, ou/e também acontece de personagens, centrados em fazer burrices, fazerem uma coisa bem inteligente, apenas para poder dar continuidade, ou acontecer como já havia sido planejado pelo autor.

A última peculiaridade de Death Note esta no escritor o qual não se sabe direito quem é, pois o nome Tsugumi Ohba acredita-se ser um pseudônimo, e a autoria seja de um escritor já famoso Hiroshi Gamou, autor da série de mangá Tottemo! Luckyman da Shonen Jump; ou ainda de uma mulher desconhecida no ramo de mangás.


Nota Geral do Anime(0 a 10): 10

Nota da História: 10

Nota de Desenvolvimento da História: 10

Nota da Trilha Sonora: 5

Nota da Qualidade de Animação: 10

Mangás:
– Death Note – Mangá foi publicado pela Weekly Shonen Jump semanal de dezembro de 2003 até maio de 2006, com um total de 108 volumes. Depois de terminada a publicação na Shonen Jump semanal, o mangá foi publicado em forma de volumes serializados pela editora Shueisha, somando um total 13 volumes.
Também existem 12 tankōbon, que funciona mais ou menos como os Ovas, sendo que de mangá, possui diversas histórias que se completam entre si, mas não tem correlação alguma com o mangá original, os tankõbon foram lançados tanto no Japão como na América do Norte.

– Death Note – Romance, Another Note Los Angeles BB Renzoku Satsujin Jiken, também foi transformado em um romance de autoria de Ishin Nishio, em agosto de 2006.

Anime: Produzida pelo estúdio MAD HOUSE foi exibido originalmente 3 de outubro de 2006 a 26 de junho de 2007, o que soma um total de 37 episódios.

Filmes: Foram produzidos dois filmes live-action (filmes feitos não em desenho, e sim sendo interpretado por pessoas) dirigidos por Shūsuke Kaneko e foram lançados pela Nippon Television e distribuídos pela Warner Bros, no ano de 2006, sendo o primeiro filme chamado Death Note e a continuação Death Note: The Last Name.

OST (Original Sound Track): É um ótimo anime – mas as músicas ao meu gosto deixam a desejar, acho que eu não gosto de músicas de gente adulta.

Músicas de Abertura:
-“The WORLD”, da banda Nightmare (dos episódios 1 – 19)
-“What’s up, people?!”, da banda Maximum the Hormone (dos episódios 20 – 37)

Músicas de Encerramento:
-“Alumina” (アルミナ, Arumina?), da banda Nightmare (dos episódios 1 – 19)
-“Zetsubō Billy” (絶望ビリー, Zetsubō Birī?), da banda Maximum the Hormone (dos episódios 20 – 36)
-“Coda ~ Death Note” de Yoshihisa Hirano (episódio 37)

Para um review imparcial visite a Wikipedia.

 

 

Anúncios

6 Respostas para “Death Note – Review

  1. Oi Perséfone =)
    Respondendo^^…

    Foi a primeira olimpíada o E só ocorreu aqui no Rio mesmo^^

    DEUS ME LIVRE de fazer faculdade disso xD Não gosto de programação Ç_Ç Só para web, hehe. ^^

    Divertido!? xDD
    Ah, e foi em portugol =)

    Obrigada pelo comentário^^
    =***

  2. é o melhor anime de todos os tempos, é uma História muito inteligente, eu acho que a personalidade dos personagens são de acordo com a realidade, ninguem é 100% idiota e nem 100% perfeito, o Raito é genio e na História se mostra o personagem mais inteligente, eu adorei esse anime, além de tudo ele tem uma mensagem muito forte, é um ótima bagagem pra auxiliar no amadurecimento dos jovens

  3. Tenho 14 anos,assisti DN com 12/13,mas plz…perdão se estou sendo inconveniente,mas eu realmente não simpatizo com o nome Light(sim com o original Raito),ou com o fato de vc escrever Uchira,Konora,mas msm assim,seus posts são otimo,desculpe chamar atenção,eu sou chato assim msm,mas parabens por tudo desse site…

  4. O nome original dele é mesmo Light, agente conhece por Raito por causa que muitos fansubs pegaram de ouvido e japonês fala um inglês ruim que só.
    E Uchira e Konora sem o H é vício mesmo de escrever como eu falo ^_^
    Obrigadinha pelo elogio.

  5. Nossa,que inglês hein,mudar de “lait” pra “r/laito” foi fodz,obrigado pela informação,ainda sou novo nesse mundo otaku XD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s